domingo, 28 de setembro de 2014

TJ publica edital para novo concurso de Escrevente


O Tribunal de Justiça de São Paulo publicou na última terça-feira (23), o tão aguardado edital de escrevente técnico judiciário. Inicialmente são ofertadas 471 vagas, destinadas à 1ª Região Administrativa, que engloba a capital e região metropolitana. O destaque ficou para a cidade de São Paulo, com 400 vagas reservadas.

Das Inscrições

As inscrições estão abertas desde a última quarta-feira (24) e encerram-se no dia 24 de outubro. Para se inscrever é só acessar o site da Fundação Vunesp (www.vunesp.com.br) e recolher a taxa de inscrição no valor de R$ 50,00, que deverá ser paga por meio de boleto bancário gerado no ato da inscrição.

Os vencimentos iniciais para o cargo de Escrevente técnico Judiciário são de R$ 4.848,07, já acrescidos os benefícios de auxílio-saúde (R$ 200), alimentação (R$ 29,00 por dia) e transporte (R$ 6,00 por dia), considerando a média mensal de 22 dias trabalhados.

Para concorrer ao cargo é necessário ter 18 anos completos e possuir o ensino médio completo.





Das Provas

A prova objetiva está prevista para o dia 7 de dezembro, e será composta por 100 questões, divididas em três blocos. O primeiro é composto por Língua Portuguesa e conta com 24 questões. Com 36 questões o segundo bloco conta com noções de Direito(Penal, Processual Penal, Processual Civil, Constitucional, Administrativo e Normas da Corregedoria Geral de Justiça), O terceiro e último bloco é o de conhecimento gerais, que conta com 40 questões, divididas entre as disciplinas de Atualidades (4), Informática (16), Reciocínio Lógico (10) e Matemática (10). 

Para ser aprovado o candidato deve acertar no mínimo 50% das questões de cada bloco. Serão convocados para a prova de digitação, equivalente a segunda fase, os primeiros 1.200 candidatos da lista da capital, e os primeiros 100 para as listas das outras circunscrições.

As contratações serão de acordo com o regime estatutário. Além das vagas iniciais, outras poderão ser preenchidas durante o prazo de validade do concurso público, que será de um ano, podendo ser prorrogado uma vez pelo mesmo período.

Interior e Litoral


A publicação dos editais para interior e litoral dependedo parecer do Conselho nacional de Justiça (CNJ) sobre as petições de candidatos que pedem a prorrogação do último concurso de escrevente. A decisão, porém, deve demorar algumas semanas devido ao grande número de pedidos de liminar recebidos nas últimas semanas. 

De acordo com a assessoria de imprensa do CNJ os pedidos serão julgados em conjunto, por se tratarem do mesmo assunto. De acordo com o gabinete do conselheiro Rubens Curado, responsável pela matéria, não será possível concluir o processo enquanto os candidatos continuarem a enviar novas petições. A decisão sobre o indeferimento ou não dos pedidos de liminar serão tomada no plenário do CNJ, em uma das sessões ordinária, que geralmente acontecem duas vezes por mês. 

As votações contam com as participações dos 15 conselheiros que compõe o CNJ. A próxima está prevista para o dia 7 de outubro, mas não deve contemplar o assunto por já contar com pautas definidas. A matéria deverá ir a plenário nas sessões seguintes, previstas para o dia 14 de outubro e 4 de novembro. 

Somente até após a decisão o TJ/SP poderá definir a oferta de vagas e o cronograma da seleção para as outras nove regiões.










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você gostou deste artigo poste um comentário!

Observações:
1º) Somente usuários com conta no Google poderão publicar seus comentários aqui no Blog do SM@rtiN.
2º) Todos os comentários serão avaliados pelo administrador do blog para posterior publicação.
3º) Os textos com conteúdo impróprio, ofensas e palavrões serão automaticamente excluídos. Se houver reincidência, o acesso do usuário ao blog será bloqueado.

Obrigado!