segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

“Namoro de corte”, “Tempo de Oração” ou relacionamentos comuns? Qual a melhor forma de namoro evangélico?




Apaixonar-se e relacionar-se com o sexo oposto é uma necessidade de todos, inclusive de jovens cristãos. Mas o que aconselhar a esses casais? Líderes de diferentes denominações tratam o assunto de forma variada. O pastor Samuel Farias, líder dos jovens da Comunidade Evangélica de Campina Grande (PB), conta que fez o “namoro de corte” e defende a prática, na qual os namorados não mantém contato físico, nem mesmo o beijo, até o casamento.

Namoro de Corte

“Conheci minha esposa, ficamos amigos e iniciamos um relacionamento de observação mais aproximada. Noivamos em junho de 1995 e nos casamos um ano depois. Eu já era líder na igreja quando ouvi falar deste tipo de relacionamento. No início fui contra, mas depois de estudar a Palavra de Deus e não encontrar base bíblica para a prática do namoro com o qual eu estava acostumado, aderi a esta idéia. Casei com minha melhor amiga e o primeiro beijo foi no dia do nosso casamento”, conta Farias.
Em entrevista, o pastor explicou o objetivo do namoro de corte: “Queremos, para os solteiros, um relacionamento sem carícias, beijos, sensualidade, dependência emocional, chantagens emocionais, ciúmes, isolamento social. A ideia é que os jovens sejam movidos por princípios bíblicos e não por impulsos da paixão, sexualidade ou pressão cultural. Buscamos um relacionamento focado na amizade e no conhecimento mútuo”.
Farias afirmou que manter um namoro sem contato físico não é fácil, mas que a “corte” livra os jovens de “atropelos e embaraços”, assim como aconteceu com ele.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você gostou deste artigo poste um comentário!

Observações:
1º) Somente usuários com conta no Google poderão publicar seus comentários aqui no Blog do SM@rtiN.
2º) Todos os comentários serão avaliados pelo administrador do blog para posterior publicação.
3º) Os textos com conteúdo impróprio, ofensas e palavrões serão automaticamente excluídos. Se houver reincidência, o acesso do usuário ao blog será bloqueado.

Obrigado!